Portais da Cidade
Xplosion games

Notícias na 25 de março

Listando: 1 à 5 de 1121
Siri promete que vai "ficar mais inteligente" e "ganhar nova voz" durante a WWDC

A WWDC, evento anual da Apple voltado aos desenvolvedores, está marcada para começar no dia 4 de junho. Embora não seja possível afirmar com certeza quais serão as novidades apresentadas pela
empresa durante a conferência, tudo indica que uma delas é o tão aguardado aprimoramento da assistente pessoal Siri. Ao perguntar (em inglês) para a inteligência artificial o que ela acha sobre o
evento, ela diz que "não quer se gabar, mas está ficando muito mais inteligente".


Siri
Foto: Reprodução / Canaltech

Isso é claramente uma dica de que a Maçã pretende liberar uma atualização para ao menos tentar recuperar o tempo perdido e reposicionar a Siri ao lado de seus principais competidores: o Assistente,
da Google, e a Alexa, da Amazon. Ao longo dos últimos meses, a assistente pessoal da Apple tem sido alvo de constantes críticas a respeito de sua incapacidade de compreender comandos, executar
tarefas ou manter conversas naturais com os usuários — coisas que seus rivais já sabem fazer há anos.

Além disso, ao insistir algumas vezes na pergunta, a Siri vai além e afirma que vai ganhar "uma voz nova". Tal novidade pode ser a arma da Maçã para competir com o Google Assistente, que receberá
seis novas vozes ao longo dos próximos meses. Vale a pena lembrar que a Siri não é mais apenas um recurso do iPhone — uma vez que a empresa está se aventurando no mercado de smart speakers, a
inteligência artificial também passa a exercer um papel importante nesse novo setor.



(Fonte: Ramon de Souza CANALTECH) - 21/05/2018
Estudantes brasileiros ganham destaque e são premiados na ISEF 2018

O ISEF ( International Science and Engineering Fair , ou Feira Internacional de Ciências e Engenharia, em tradução livre) abriu as portas para os estudantes em Pittsburgh, nos Estados Unidos. Com
quase dois mil participantes de escolas ao redor do mundo, 18 projetos de 25 estudantes brasileiros foram apresentados e seis deles foram premiados no primeiro dos dois dias de premiação.

Brasil entre os finalistas
O evento anual aconteceu na cidade de Pittsburgh, no estado americano da Pensilvânia, durante os dias 13 e 18 de maio deste ano. O objetivo é de dar visibilidade mundial para milhares de projetos
de ciência e engenharia de estudantes que ainda não estão cursando o ensino superior. Ao todo, são 1.792 estudantes que são cadastrados em 420 feiras afiliadas, de 81 países - sendo que duas feiras
são brasileiras.

Dentro deste montante de ideias e soluções para problemas do cotidiano, 18 projetos foram escolhidos de estudantes brasileiros, para avaliação de um júri formado por profissionais com ph.D ou
graduação semelhante. A lista de jurados inclui empresas que patrocinam o evento, agências governamentais de diversos países e até mesmo nomes de peso como a marinha dos Estados Unidos, Oracle,
NASA e Intel.


Amanda Kakuno, com projeto de produção de lactase com menor custo (foto: André Fogaça/Canaltech)
Foto: Canaltech

Os destaques brasileiros ficam para Amanda Kakuno, que criou uma forma de desenvolver a enzima lactase com base em uma levedura que consome o soro do leite, barateando o custo para produção de
alimentos para pessoas com alguma intolerância à lactose. Isabela dos Reis, com seu projeto que com um simples reagente, detecta a presença de benzodiazepínicos (conhecido popularmente como "boa
noite Cinderela") em bebidas.

Já Juliana Estradioto utilizou um subproduto do maracujá para remover até 97% de corante presente em água, com a promessa de ser uma resposta para a contaminação de rios e afluentes próximos de
locais onde há indústria têxtil presente.

Vencedores brasileiros
Dos 18 projetos que foram apresentados por estudantes brasileiros, cinco foram escolhidos como vencedores em suas categorias no primeiro dia de premiação. Isabela foi a primeira vencedora da delegação brasileira, levando prêmio em dinheiro para a pesquisa. Depois dela, Caio Vinicius Lima de Souza também foi escolhido, com seu projeto que dessaliniza água do mar e gera energia elétrica
ao mesmo tempo, com capacidade de gerar quase que um litro de água potável em um dia de sol - em um dessalinizador com 50 centímetros quadrados.


Delegação brasileira conseguiu seis prêmios (foto: André Fogaça/Canaltech)
Foto: Canaltech

Gabriel Negrão de Moraes foi o seguinte da cerimônia e que também levou o prêmio para o Brasil. Seu projeto tem como objetivo a síntese química com catalisadores sustentáveis. Juliana Estradioto
também foi uma das vencedoras e Myllena Cristyna foi a única da equipe de estudantes que conseguiu dois prêmios, de duas universidades do Arizona e que contemplam bolsa integral de estudos para
todo o curso escolhido, junto de ajuda financeira para seu projeto.

O projeto apresentado por Myllena recicla o isopor e transforma o produto em um cristal liso e que é capaz de repelir líquidos. Após esta transformação, outra reação química cria outro cristal
(agora poroso) que consegue absorver petróleo, para que com a posterior adição de uma bactéria o material seja degradado em um prazo de sete meses - contra 150 anos para a degradação natural do
isopor no meio ambiente.


Isabela dos Reis é uma das premiadas (foto: André Fogaça/Canaltech)
Foto: Canaltech

Menções honrosas
Além destes projetos, dois chamaram atenção por trabalhem mais próximos com área tecnológica. O primeiro é de Pedro Henrique Capp Kopper, que criou um pequeno drone autônomo que tem como objetivo
mapear áreas com sensores de proximidade e posicionamento visual, para que um programa no computador crie uma planta tridimensional sobre o local. O projeto trabalha em voo de ambiente fechado, sem
utilizar GPS ou qualquer outro sistema de rádio para localização.

Além deste, Gabriel Checcinato elaborou um dispenser de água autônomo. Seu projeto utiliza infravermelho na lateral do dispenser para entender a altura do copo, junto de ultra som na parte superior
para entender quanto de água chegou perto da altura do recipiente. De forma automática, o copo começa a receber a água (ou qualquer outro líquido, como suco, refrigerante, cerveja…) e para sozinho.

O objetivo é de diminuir desperdício de água ao eliminar derramamento, junto de ajudar aos cegos, que contam com avisos sonoros quando o copo é inserido corretamente no local e outro, quando o copo
já está cheio.


Gabriel Checcinato criou drone autônomo (foto: André Fogaça/Canaltech)
Foto: Canaltech

Todos os projetos ainda estão em fase acadêmica, sem produção em massa ou parceria fixa para que a produção comece em curto prazo. Todos os custos da viagem para apresentar os projetos são bancados
pela Intel, que é quem organiza a feira mundial.

O jornalista viajou para Pittsburgh, na Pensilvânia, a convite da Intel.

(Fonte: André Fogaça - Canaltech) - 21/05/2018
95% dos internautas brasileiros navegam na Internet enquanto assistem TV

Atenção está dividida em diferentes telas, aponta pesquisa IBOPE Conecta; Para 22% dos entrevistados, TV não é interessante o suficiente

Uma nova edição da pesquisa IBOPE Conecta reforçou o hábito do internauta brasileiro de dividir sua atenção entre diferentes telas. Segundo o levantamento, em três anos subiu para 95% a antidade

de pessoas que assistem TV enquanto navegam na internet. Em 2015, esse era o hábito de 88% dos usuários de internet do país. A pesquisa foi realizada de 11 a 15 de abril, com 2.000 internautas as classes A, B, C e D, de todas as regiões do Brasil.

Se o smartphone já liderava a pesquisa passada (65%) em termos de preferência para o multitasking, agora ele tem sua vantagem expandida. No caso, 81% afirmam usar o celular para navegar na internet na frente da TV. Na sequência, estão o computador (16% em 2018 X 28% em 2015) e o tablet (3% X 8%).

De acordo com 22% dos brasileiros ouvidos, há uma razão bem simples para eles dividirem sua atenção: a TV não é interessante o suficiente. Daqueles que ainda ligam a TV, 53% afirmam tirar os olhos das grandes telas para acessar as redes sociais, 44% recorrem à internet para passar o tempo durante os comerciais e 34% resolvem outras coisas.

Mas há também um comportamento do internauta brasileiro que pode agradar emissoras e produtoras de conteúdo - apesar de sua baixa amostragem - 9% afirmam que assistem TV e navegam na internet
simultaneamente para interagir com o que está acontecendo na transmissão, mesmo percentual dos que discutem com amigos sobre o programa que estão assistindo e 8% que buscam mais informações sobre um comercial que assistiram.


(Fonte: @idgnow Da Redação) - 14/05/2018
BR Malls fecha parceria com plataforma para entregas a partir de shoppings centers

A BR Malls anunciou nesta segunda-feira que fez uma parceria e investimento não majoritário na Delivery Center, com objetivo de desenvolver modelo de entregas que usará shoppings centers como centrais de distribuição.

Com a parceria, as empresas vão trabalhar no modelo chamado "ship from mall", solução para entrega de produtos em um dia ou até em uma hora através de shopping centers.

Em comunicado, a BR Malls disse que o conceito surgiu da percepção de que um dos principais entraves para o crescimento do comércio eletrônico no país são as dificuldades de infraestrutura.

"Por outro lado, os shoppings possuem localização privilegiada nos principais centros urbanos, base de clientes estabelecida e estoque local dos lojistas", disse a empresa.

A Delivery Center atuará como plataforma aberta que integrará diferentes sites de comércio eletrônico às lojas dos shoppings. A Delivery Center tem operações em Porto Alegre e iniciará nas próximas semanas em shoppings do Rio de Janeiro, ampliando a atuação para outras cidades futuramente.

"Acreditamos que o desenvolvimento desta solução além de possibilitar incremento de vendas aos lojistas, aproximará shoppings e varejistas na busca de novas soluções para desafios decorrentes de ecommerce e do consumidor multicanal", disse a BR Malls no comunicado, acrescentando que a aceitação inicial do projeto pelos lojistas tem sido "promissora".

Na semana passada, a B2W disse que planeja dobrar neste ano para 800 o número de lojas no país conectadas ao sistema Click and Collect, ampliando a presença do serviço para todos os Estados do país. Além disso, a empresa também está implementando o modelo que trata cada loja física como um vendedor no marketplace da B2W, com a retirada do produto em até 1 hora após a compra online.

(Fonte: TECNOLOGIA - Reuters) - 14/05/2018
Apple pode ter vendido 50 milhões de unidades do iPhone X, sugere analista

Mesmo chegando a ser avaliado como um fracasso por alguns analistas e ser alvo de previsões negativas, o iPhone X pode ter se tornado o modelo de smartphone mais vendido do mundo no primeiro trimestre de 2018, com quase 50 milhões de unidades.

As informações foram anunciadas recentemente pela Strategy Analytics, que também sugere que foram enviadas às lojas 16 milhões de unidades do aparelho apenas no primeiro trimestre deste ano, alcançando 5% de participação no mercado global.

Mas agora, segundo Juha Winter, analista sênior da empresa de análises, o número já chegou aos 50 milhões contando desde o seu lançamento, em novembro do ano passado.

Os modelos 8 e 8 Plus também apresentam resultados positivos, segundo a empresa, vendendo 12,5 milhões e 8,3 milhões de unidades, respectivamente, conquistando o segundo e terceiro lugar no mercado.

Já o iPhone 7 enviou 5,6 milhões de unidades, fazendo com que a Apple tenha 4 de seus modelos na lista dos smartphones mais populares do mundo. Também estão na lista o Redmi 5A, da Xiaomi, e o Galaxy S9 Plus, da Samsung.


(Fonte: Natalie Rosa - CANALTECH) - 07/05/2018
Listando: 5 de 1121

Anuncie

Sobre o Portal da 25

O Portal da 25 foi lançado em 01 de maio de 2001, tendo como objetivo principal a divulgação de empresas e produtos comercializados na região da rua 25 de março no centro da cidade de São Paulo, focando-se principalmente em produtos voltados para área pessoal e doméstica.